Prefeito de Jerusalém é agredido por ortodoxos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 7 de novembro de 2006 as 21:34, por: cdb

O prefeito ultra-ortodoxo de Jerusalém, Uri Lupolianski, foi agredido nesta terça-feira à noite por ultra-ortodoxos contrários à realização na próxima sexta da Parada do Orgulho Gay na cidade santa, disseram fontes policiais. Manifestantes jogaram pedras no edifício onde o prefeito estava, criticando-o por não ter sido mais firme e lutado contra a organização da festa homossexual.

O prefeito teve de esperar a intervenção policial para deixar em segurança o prédio, onde participava de uma cerimônia, no bairro ultra-ortodoxo de Mea Shearim. Na ocasião, ele reafirmou ser contra o Orgulho Gay, mas também condenou os atos de violência dos radicais.

Dezenas de ultra-ortodoxos voltaram a bloquear ruas, botando fogo em latas de lixo, além de jogar todo tipo de objeto nas forças da ordem, que prenderam sete pessoas.

Manifestações pontuais também aconteceram na localidade de Bnei Brak, ao norte de Tel-Aviv, e em Kiryat Sefer, na Cisjordânia.