Líder do PT vai reafirmar que ACM está envolvido no caso do grampo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de março de 2003 as 17:21, por: cdb

O líder do PT na Câmara, deputado Nelson Pellegrino (BA), adiantou que, em seu depoimento previsto para a próxima quinta-feira, às 10 horas, na Polícia Federal, vai reafirmar sua convicção de que o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) está envolvido na escuta telefônica ilegal na Bahia.

Pellegrino foi um dos políticos baianos que teve seu telefone grampeado. “Não tenho dúvida nenhuma de que Antonio Carlos Magalhães participou e se beneficiou do esquema do grampo”, disse Pellegrino.

Segundo ele, os fatos têm demonstrado o envolvimento de ACM, e o fato de o senador ter procurado deputados e jornalistas para entregar dossiês contra o deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) já ocorreu depois da diplomação de ACM para o atual mandato.

Além de Pellegrino, a PF deverá também ouvir o ex-deputado Benito Gama (PMDB-BA), outro que teve grampeados telefones dele e de sua família.