Famílias que invadiram o Horto Municipal de Sumaré abandonam a área

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 20 de outubro de 2003 as 01:10, por: cdb

As famílias que invadiram o Horto Municipal de Sumaré começaram a deixar a área no último domingo. De acordo com a Polícia Militar, as 130 estão às margens da Rodovia Joaquim Ferreira Gomes, entre Sumaré e Hortolândia.

No último sábado, o secretário de Obras da prefeitura de Sumaré, Aparecido Fernandes, a secretária de Planejamento Habitacional, Miriam Lara Neto, foram tentar convencer os sem-terra a desocupar a área preservação ambiental, formada por mananciais.

A área do Horto pertencia à antiga Fepasa e foi desapropriada pela prefeitura de Sumaré. O terreno invadido pelos sem-terra está sob os cuidados do Ministério Público. A Justiça quer que a prefeitura faça o reflorestamento.

Nos 856 hectares do Horto existem três assentamentos, com cerca de 120 famílias. O grupo que invadiu a área no sábado veio de Bragança Paulista. Ainda não há informações para onde as famílias devem seguir.