Dependência química afasta Maradona da AFA, diz cartola

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 25 de outubro de 2003 as 08:36, por: cdb

O presidente da AFA (Associação de Futebol Argentino), Julio Grondona, afirmou nesta sexta-feira que não convida Diego Maradona para trabalhar com uma das seleções do país porque “ele tem um probleminha, e não pode superá-lo”.

Maradona, 42 anos, vive em Cuba desde 2000, onde faz tratamento para se livrar da dependência química de cocaína.

O ex-jogador, considerado um dos melhores de todos os tempos, se queixou várias vezes da falta de reconhecimento da AFA e expressou seu desejo de colaborar com a seleção argentina e suas diversas categorias.