Bispo brasileiro aconselha Lula a manter diálogo com toda a força

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 11 de novembro de 2002 as 17:54, por: cdb

O bispo brasileiro Osvino Both, da cidade de Novo Hamburgo (Rio Grande do Sul) exortou nesta segunda-feira o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, a continuar o diálogo iniciado com todas as forças políticas e sociais para recuperar o crescimento econômico do país.

“Lula deve sentar-se à mesa não apenas com seu partido (dos Trabalhadores, PT), mas com todos os que têm força e poder no Brasil para uni-los, como um pai une seus filhos”, opinou Both em uma entrevista à France Press, reproduzida no Brasil pela Folha de São Paulo.

“Com eles, Lula deverá traçar as diretrizes para que o país se desenvolva sem tropeços em todos os níveis; somando forças e não governando com apenas um partido”, insistiu o prelado, que visita a Alemanha para analisar diversos projetos de ajuda com a obra episcopal alemã Adveniat.

Uma delegação de bispos dos Estados brasileiros de Rio Grande do Sul e Santa Catarina chegará à Alemanha nos próximos dias antes de continuar viagem a Roma, onde a partir de 17 de novembro cumprirá uma visita ao papa João Paulo 2º no Vaticano.

“A luta contra a fome é um dos grandes desafios para o novo governo”, destacou Both. “Mas também há necessidade de investir mais em educação e formação de recursos humanos, a conclusão da reforma agrária, o combate à corrupção e a superação da histórica mentalidade divisionista que freia o desenvolvimento do país”, disse o bispo de Novo Hamburgo.

Osvino Both também conclamou Lula a contribuir com a comunidade internacional na superação de um dos maiores problemas de alcance mundial nestes momentos: “A globalização, que por meio da tecnologia, não tem como ponto de partida e referência final o homem, mas que semeia o desemprego em todo o planeta”.