Atentado com bactéria antraz no Quênia deixa rastro de contaminação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de outubro de 2001 as 10:19, por: cdb

O governo do Quênia confirmou que quatro pessoas foram expostas à bactéria que causa o antraz.

Esse é o primeiro caso do gênero registrado fora dos Estados Unidos desde os atentados do dia 11 de setembro.

O ministro da Saúde do Quênia, Sam Ongeri, afirmou que esporos de antraz foram descobertos em uma carta enviada dos Estados Unidos a um cidadão comum de Nairóbi, a capital do país.

Ongeri afirmou que a carta foi colocada no correio na cidade de Atlanta e passou por Miami antes de chegar ao Quênia.

Doença

A carta chegou a Nairóbi no dia 9 de outubro e foi aberta no dia 11.

Ainda não se sabe se uma das pessoas expostas à bactéria foi infectada.

Outras duas cartas suspeitas também estão sendo investigadas no Quênia. Uma delas foi enviada do Paquistão e a outra em Nairóbi.