Acusado de matar mais de 40 meninos é condenado a 20 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de outubro de 2006 as 11:01, por: cdb

O mecânico Francisco das Chagas Rodrigues de Brito, de 41 anos, acusado no caso que ficou conhecido como o dos “Meninos Emasculados”, segundo a agência inglesa de notícias Reuters, foi condenado na madrugada de quarta-feira a 20 anos e oito meses de prisão pela morte de um jovem de 15 anos, ocorrida em 2003.

Brito é acusado ainda pelo assassinato de outros 41 meninos e jovens, mortos entre 1991 e 2003, nos Estados do Maranhão e do Pará.

O julgamento, entretanto, referia-se apenas ao assassinato de um menor. A sentença, proferida por volta das 2h30, em São José de Ribamar, Maranhão, foi de homicídio duplamente qualificado.

Segundo o site do Tribunal de Justiça do Maranhão (www.tj.ma.gov.br), o mecânico foi condenado a 19 anos de prisão, e a mais um ano e oito meses por ocultação de cadáver.

“Ainda não há previsão do julgamento do mecânico pelos outros 41 homicídios”, informou o site.
As investigações relativas às mortes dos 42 garotos apontaram coincidências na maneira como os crimes ocorreram.

“Na maioria — aqueles cujos cadáveres permitiram o exame — foi constatada a emasculação (retirada dos órgãos genitais). Ferimentos e mutilações de partes dos corpos, como dedos, orelha e lábios também se mostraram comuns”, disse o tribunal.

Após o término do julgamento, Brito foi levado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. A defesa disse que não pretende recorrer da decisão.