Zoellick diz a Dilma que Bolsa Família deveria servir de modelo para países africanos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 16:25, por: cdb

Luciana Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, elogiou o programa de distribuição de renda do governo, o Bolsa Família, e disse que a iniciativa deveria ser adotada em países africanos. Zoellick deu a declaração durante encontro hoje (2) com a presidenta Dilma Rousseff.

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Rodrigo Baena, Zoellick demonstrou preocupação com a segurança alimentar de países pobres em especial do Norte da África. Ele disse “que o Bolsa Família deveria ser adotado como modelo de política de inclusão social no atual processo de redemocratização de países africanos”.

Zoellick e Dilma discutiram a alta dos preços dos alimentos e seu impacto nos países mais pobres. De acordo com Baena, Dilma defendeu a ideia de que “mais eficiente do que política de controle de preço, seriam ações que ajudassem a África a realizar todo seu potencial agrícola”.

A presidenta informou a Zoellick que o Brasil estaria disposto a participar do esforço de ajudar a África a desenvolver a sua agricultura.Dilma sugeriu o Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf), como modelo a ser adotado.

Zoellick disse ainda que o banco tem importantes contribuições a dar ao Brasil sobre a forma de cooperação técnica. Ele citou, como exemplos, os programa de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas e sobre intercâmbio de experiências internacionais.

 

 

Edição: Rivadavia Severo