Zé Carlos diz não saber quando voltará a jogar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de abril de 2003 as 22:46, por: cdb

Ninguém melhor do que o próprio jogador para se avaliar e dizer se tem ou não condições para suportar o rigor de uma partida de futebol. E Zé Carlos, que não joga há quase duas semanas, acha que ainda vai ficar de fora por um bom tempo:

– Para sábado, contra o Vitória, no Maracanã, não há a menor condição. Rentei apressar a recuperação na semana passada e não suportei o esforço. Fiz previsão para esse jogo contra o Remo e também não deu. Portanto, não vou fazer mais nenhum tipo de previsão – analisou Zé Carlos.

O jogador foi muito claro:

– De que adianta eu forçar a volta ao time, piorar a lesão e ficar parado dois meses? Seria uma bobagem. Vou fazer a recuperação sem qualquer pressa para voltar em perfeitas condições físicas.

Zé Carlos contou que o músculo posterior da coxa direita sofreu um estiramento de um centímetro. Por isso a demora na recuperação completa.

Sobre a chegada de Edilson, Zé Carlos só teve palavras de elogio:

– Falar o quê do Edilson? Ele é pentacampeão do mundo e ponto final. Jogar ao lado dele será maravilhoso e a gente tem tudo para marcar muitos gols. Aliás, essa vai ser uma dupla baiana de verdade – brincou Zé Carlos, que não tem o adjetivo baiano no nome mas nasceu na Bahia, ao contrário do Fernando Baiano, que nasceu em São Paulo e ganhou o apelido nos tempos de menino.