Wilton Neto é campeão do Campeonato Carioca de Turismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 23 de novembro de 2003 as 20:51, por: cdb

O piloto Wilton Neto (Paralelo 35 Sul/Velocidade Máxima/Shakedown/V2 Sign) é o novo campeão do automobilismo carioca, ao completar em segundo e primeiro nas duas últimas provas da temporada 2003 do Campeonato Carioca de Turismo, que foram disputadas nesse domingo (23/11) no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Jacarepaguá.

Depois das duas vitórias na etapa disputada ontem, Wilton Neto passou a assumir a liderança do campeonato, e a briga pelo título com Renê Junqueira teve uma cartada decisiva nesse domingo. No treino classificatório, Wilton conseguiu a segunda colocação, depois do esforço de seu adversário em recuperar o tempo perdido ao largar na pole position.

Na primeira corrida do dia, com alguns problemas em seu carro, o piloto da W2 Racing não conseguiu acompanhar o ritmo de Renê Junqueira, que venceu a disputa e ainda registrou a volta mais rápida. Nesse momento, somente uma vitória interessava a Wilton Neto na segunda prova, pois se chegasse em segundo o campeonato ficaria empatado e Junqueira levaria a melhor no desempate por ter uma vitória a mais na temporada.

A equipe trabalhou bastante no intervalo das duas corridas, mas quando foi dada a nova largada, Junqueira voltou novamente a impor um ritmo forte e abriu uma boa vantagem na ponta. Devido ao forte calor registrado no Rio de Janeiro nesse sábado, o motor de Renê Junqueira estourou no meio da reta quando faltavam apenas quatro voltas para o final, deixando o título livre para Wilton Neto que nem precisava mais vencer para comemorar seu terceiro título no automobilismo carioca.

“A ficha demorou para cair, pois quando já esperávamos pelo pior o jogo mudou completamente. Essa é uma vitória da equipe, de todo mundo que me apoiou. Foi um ano difícil, trabalhamos muito para conquistar esse título e sempre jogamos limpo, com a consciência tranqüila. Foi uma pena o que aconteceu com o Renê, mas eu também estava correndo sem a terceira marcha na segunda prova, o que dificultou ainda mais as coisas. Ele também está de parabéns pela excelente temporada. Foi um ótimo ano”, disse Wilton Neto, que ficou bastante emocionado com o resultado.

Além do título desse ano, Wilton Neto também foi o melhor em 2001, quando a Copa Gol ainda era conhecida como Grupo A. Em 1996, ano de sua estréia no automobilismo, o piloto também foi considerado campeão na categoria Novatos, correndo com um VW Voyage.

Na Categoria Turismo Multimarcas (CTM), o campeão foi Paulo Coelho, enquanto Maurício Campelo comemorou mais uma conquista entre os carros da Turismo Light. Na Speed 1600 o melhor da temporada foi Zarrir Abede Jr.

Confira os dez melhores da 17ª etapa:

1º) Rene Junqueira (Copa Gol), 11 voltas em 29m12s826 (média de 111,45 km/h)
2º) Rodrigo de Paoli/Giovanni Alevato (CTM), a 0s286
3º) Wilton Neto (Copa Gol), a 5s927
4º) Frank Guerra (Copa Gol), a 21s181
5º) Paulo Coelho (CTM), a 23s103
6º) Zeca Rodrigues (Copa Gol), a 26s308
7º) Rubens Travagini (Turismo Light), a 42s733
8º) Maurício Campelo (Turismo Light), a 44s534
9º) Guilherme de Paula/Alan Ferreira (Copa Gol), a 45s216
10º) José Cláudio Oliveira (CTM), a 1m00s034
Confira os dez melhores da 18ª etapa:
1º) Wilton Neto (Copa Gol), 11 voltas em 29m31s502 (média de 110,27 km/h)
2º) Frank Guerra (Copa Gol), a 1s545
3º) Zeca Rodrigues (Copa Gol), a 5s402
4º) Giovanni Alevato/Rodrigo de Paoli (CTM), a 16s413
5º) Rubens Travagini (Turismo Light), a 22s126
6º) Arthur Palhares (Copa Gol), a 24s959
7º) Luiz Ricardo/Beto Mercadante (Turismo Light), a 26s269
8º) Guilherme de Paula/Alan Ferreira (Copa Gol), a 35s041
9º) Maurício Campelo (Turismo Light), a 37s516
10º) José Cláudio Oliveira (CTM), a 41s307