Vitória do Brasiliense contra o Gama

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de julho de 2003 as 02:46, por: cdb

No clássico da capital federal, o Brasiliense venceu o Gama por 2 a 0, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Com o resultado, o time de Taguatinga chegou à quarta posição, com 20 pontos. Já o Gama segue cumprindo uma péssima campanha e está na penúltima posição, da tabela, com apenas 10 pontos.

O Gama chegou ao 14º jogo sem vitória em jogos disputados no Serra Dourada, enquanto o Brasiliense quebrou uma seqüência de 10 jogos sem conseguir vencer o rival estadual.

A partida começou movimentada e logo aos quatro minutos o Gama perdeu sua primeira oportunidade. Leonardo Manzi chegou cara a cara com o goleiro Donizete, que fez defesa no reflexo.

Pouco depois, aos oito, o Brasiliense ariu o placar. Paulo Isidoro recebeu lançamento pela esquerda, pegou mal ao tentar cruzar e enganou o goleiro Bruno, marcando um golaço. Aos 12, novamente Paulo Isidoro quase ampliou, ao arriscar um hute de fora da área que desvou na zaga e por pouco não enganou o goleiro.

Os ânimos stavam exaltados e uma confusão entre os atacantes Sinval e Leonardo Manzi por pouco não acaba em expulsão para os dois.

Em bela cobrança de falta, aos 28 minutos, Leandro quase fez o segundo do Brasiliense. Aos 34, O Gama esteve perto do empate: Dida levantou na área, Leonardo Manzi escorou de cabeça e Anderson chutou sem ângulo para Donizete defender.

Aos 44 minutos Leonardo Manzi teve a última chance da primeira etapa para empatar a partida. Depois de uma confusão na área, a bola sobrou para o atacante que chutou. A bola bateu na zaga, enganou Donizete, mas acabou indo para escanteio.

O Brasiliense voltou com tudo na segunda etapa e ampliou logo aosaos três minutos. Após a cobrança de escanteio, a zaga afastou e Carlinhos pegou o rebote e acertou uma bomba, sem defesa para Bruno.

Depois de sofrer o gol, o Gama se desarticulou e não conseguia mais chegar com perigo ao ataque. O Brasiliense, então, tentou jogar nos contra-ataques, mas os erroas no último passe comprometia as finalizações.

Em dois lances seguidos, com Sinval em um chute perigoso e com Batata, de cabeça, o Brasiliense quase ampliou. A expulsões de Leronardo Manzi, aos 34 minutos, e Goeber, aos 38, impediu qualquer possibilidade de reação do Gama, que acabou mesmo derrotado por 2 a 0.