Vilarejos de Sierra Nevada receberão visita da ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de novembro de 2003 as 10:04, por: cdb

Representantes da igreja Católica, de organizações de direitos humanos e da ONU (Organização das Nações Unidas) chegaram neste fim de semana ao norte da Colômbia em uma tentativa de verificar alegações de abusos de direitos humanos feitas por rebeldes de esquerda.

A visita tem o objetivo de satisfazer uma exigência dos rebeldes do Exército de Libertação Nacional (ELN), que atualmente mantém sete turistas como reféns.

Os rebeldes acusam os paramilitares de direita de bloquear atividades em alguns vilarejos, impedindo que moradores tenham acesso a suprimentos de remédio e alimentos.

Eles querem que essas alegações sejam verificadas antes de libertar os reféns.

Visita a vilarejos

A missão será realizada nas montanhas de Sierra Nevada.

“A equipe irá tentar saber das comunidades qual é a situação de direitos humanos, de pobreza e outros assuntos”, disse o monsenhor Hector Fabio Henao à estação de TV local.

A missão – que pela primeira vez inclui representantes da ONU – deverá visitar pelo menos seis vilarejos.

Os rebeldes do ELN sequestraram oito turistas estrangeiros no dia 12 de setembro.

Um dos reféns, o britânico Matthew Scott, conseguiu escapar. Mas um outro britânico, quatro israelenses, um espanhol e um alemão continuam em poder dos rebeldes, apesar de várias operações de busca realizadas pelas autoridades colombianas.

O ELN disse que irá libertar a mulher alemã e o homem espanhol na segunda-feira, mas ainda não estabeleceu uma data para a liberação dos outros turistas.