Vila Cruzeiro tem mais confrontos apesar de madrugada calma

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 7 de maio de 2007 as 10:22, por: cdb

Nesta segunda-feira, sexto dia de ocupação da Polícia Militar na Favela Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte, já foram ouvidos tiroteios no morro, apesar de a madrugada ter sido um pouco mais tranqüila.

Edvaldo Lins, 23 anos, deu entrada às 8h40 desta segunda-feira no Hospital Getúlio Vargas. Ele foi baleado durante confroto desta manhã. A vítima foi atingida por tiro de fuzil na coxa direita e teve fratura exposta, de acordo a Secretaria Estadual de Saúde. Lins não tem antecedentes criminais.

O comércio e as escolas estão abertos, mas nem todas as crianças foram às aulas. Moradores ainda estão assustados. Neste domingo, um jovem de 21 anos morreu e 12 pessoas ficaram feridas.

Moradores estão cada vez mais assustados e muitos deixaram a comunidade para se abrigar em casas de parentes. Neste domingo, um jovem de 21 anos morreu e 12 pessoas ficaram feridas. Desde o início dos confrontos, cinco pessoas já morreram, entre elas um soldado do Bope, e 40 ficaram feridas, a maioria por bala perdida.

A operação na favela é para prender os bandidos que assassinaram na terça-feira da semana passada dois policiais militares que estavam em uma esquina de Oswaldo Cruz, na Zona Norte. Desde então, a busca já deixou cinco mortos, entre eles um PM do Bope, e 39 feridos, a maioria por bala perdida.