Vila Brasil canta e encanta a Quarta Colônia. Ouça o samba enredo da escola de samba

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 05:43, por: cdb

Publicada em 09/03/2012 – Atualizado em 09/03/2012 08h27m

Vila Brasil canta e encanta a Quarta Colônia. Ouça o samba enredo da escola de samba|

A folia de rua em Santa Maria inicia no dia 16 de março, na Avenida Liberdade, com o desfile de blocos e das oito escolas de samba da cidade. No dia 16, será a vez do desfile dos blocos carnavalescos e apresentação especial do Grupo Cuíca. O desfile das escolas de samba ocorre no dia 17 e no dia 18 é a vez das campeãs.

A partir de hoje, divulgamos a letra e o áudio dos sambas enredos de cada uma das oito escolas de samba que estarão na Avenida Liberdade, um histórico das agremiações e a letra da composição concorrente.

A primeira escola a entrar na avenida será a Associação Artística Cultural Vila Brasil. Ela é a pioneira no carnaval de Santa Maria e foi fundada no dia 15 de novembro de 1959. A escola, que conta com 380 componentes, tem como presidente Otávio Apolinário e como vice Elizete Barbosa. Os carnavalescos são Anderson Braz e Ronaldo Barboza.

A Avenida Liberdade será equipada com praça de alimentação, serviços de saúde, banheiros químicos e segurança. Não será cobrado ingresso, mas quem desejar pode doar, de forma voluntária, um quilo de alimento não perecível. As arquibancadas possuem espaço para 8 mil pessoas.

O samba enredo da Associação Artística Cultural Vila Brasil

Tutti buona gente: a Vila Brasil canta e encanta a Quarta Colônia

Autoria

Lilian Lima e Flávio Pedroso

Letra

Eu sou mais a minha Vila Brasil
De tantas glórias e encantos mil.
Vermelho e branco é meu manto vai
brilhar
Na avenida
Eu me orgulho dessa escola a mais
querida
A Vila deslumbrante vem contar
Uma história de cultura popular
Dom Pedro deu início à colonização, o
Rio Grande é
A terra da imigração
Imigrantes alemães e italianos, açorianos,
índios e afro-brasileiros
Buscando a terra fértil para plantar
Na quarta colônia encontraram um novo
lar
E o sol vai raiar, um novo dia virá
O nosso povo a trabalhar
“tudo o que se planta, aqui se dá”
E a família aprendeu a cultivar
Foi no barracão de Val de Buia
Que se hospedou um grupo de
italianos
Colonizaram e ampliaram o local
Transformando a uva em vinho
E o progresso foi geral.
A indústria e o comércio fortalecem a
colônia
Que pede emancipação
Guiados pela fé na religião a igreja de
Pompéia
É devoção
Em Silveira Martins, São João do
Polêsine, Ivorá
Faxinal e Restinga Seca
Rota turística aí pra Pinhal vou viajar
Em Nova Palma nas águas vou me
banhar
Um sonho de abundância mineral
Irrigando o cultivo da uva, na região
central
Surgem riquezas culturais, em cada rosto
uma expressão.
Através da dança e da gastronomia, Vila
Brasil canta forte e contagia.

Texto: acadêmica de Jornalismo Marinna Sellmer
Fotos: Blog da Escola Vila Brasil/Reprodução