Vídeo de Bin Laden divide o mundo árabe

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de dezembro de 2001 as 12:00, por: cdb

Os árabes estão divididos quanto à autenticidade do vídeo divulgado ontem pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos que comprovaria o envolvimento do dissidente saudita Osama Bin Laden nos atentados de 11 de setembro. O governo dos Emirados Árabes disse que a fita confirma que Bin Laden estava por trás dos ataques de 11 de setembro em Washington e em Nova York e que os árabes e os muçulmanos deveriam punir a organização do dissidente saudita, a rede Al-Qaeda.

O ministro da Informação do país afirmou que o vídeo não deixa dúvidas quanto à culpa de Bin Laden. É exatamente essa a reação que o governo americano esperava.

Mas muitos árabes estão convencidos de que a fita é forjada. Eles ainda se recusam a admitir que Bin Laden – ou qualquer outro árabe – esteja por trás dos atentados de 11 de setembro. Alguns sauditas levantaram dúvidas quanto ao fato de o homem mostrado no vídeo ser mesmo Bin Laden. Segundo eles, ele não é tão magro quanto o dissidente saudita e não se pareceria com a figura de turbante que há algumas semanas divulgava as suas próprias mensagens por vídeo.

No Egito, alguns muçulmanos estão dizendo que o governo americano passou os últimos dias preparando o vídeo para enganar o mundo. Em Londres, um importante dissidente saudita, que pediu para não ter seu nome revelado, disse ter certeza de que a fita é autêntica devido à linguagem usada e aos temas discutidos.

Mas, segundo o dissidente, a fita foi divulgada em um momento infeliz para Washington – a retaliação israelense contra alvos palestinos. Dessa forma, o vídeo tende a não surtir efeito sobre árabes que estão revoltados.

Mesmo que alguns árabes moderados agora estejam convencidos da culpa de Bin Laden, suas atenções estão mais voltadas para a situação dos palestinos do que para o que aconteceu em Nova York e Washington três meses atrás.