Vermont enfrenta pior inundação em 40 anos após furacão Irene

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de agosto de 2011 as 07:44, por: cdb

Os moradores de Vermont enfrentaram fortes enchentes nesta segunda-feira, depois que a passagem do furacão Irene provocou a pior inundação no Estado em quase 40 anos, alagando estradas e derrubando a energia.

Casas e empresas foram inundadas depois da forte chuva do Irene, que já tinha sido reduzido a tempestade tropical quando atingiu Vermont no domingo.

Ao menos uma pessoa morreu após ser arrastada para um rio transbordado na região montanhosa de New England, que raramente enfrenta tempestades tropicais.

As águas da enchente invadiram o centro de Brattleboro, uma comunidade artesã de 12.000 pessoas ao longo do Rio Connecticut. Ao menos uma das pontes cobertas do Estado foi levada pelas chuvas do Irene, que fizeram os rios transbordarem.

O governador Peter Shumlin considerou a inundação como catastrófica e diversas pessoas tiveram que ser resgatadas. Cerca de 50 mil pessoas estão sem energia, segundo autoridades nesta segunda-feira.

Shumlin ordenou que escritórios do governo ficassem fechados nesta segunda e pediu que os moradores de Vermont ficassem em casa e fora das estradas, enquanto equipes de emergência se aproximavam das áreas mais atingidas nos condados de Rutland e Addison, ao sul e no meio do Estado.

Informes climáticos disseram que a inundação foi a pior em Vermont desde 1973 e talvez desde 1927.

O furacão Irene castigou o litoral leste dos Estados Unidos no sábado e no domingo, começando na Carolina do Norte, e pode ter causado seus maiores danos no interior do país, com chuvas pesadas em Massachusetts e Vermont.

Na madrugada, quase todas as estradas em Vermont, com exceção das interestaduais Rotas 89 e 91, estavam fechadas em algum ponto por causa de enchentes, disse Robert Stirewalt, porta-voz da Agência de Gerenciamento de Emergência de Vermont, nesta segunda-feira.

Conhecido por seus muitos rios e lagos, o Estado de Vermont tinha equipes de resgate aquático preparadas para agir e todos os funcionários de emergência no pequeno Estado foram convocados para ajudar, disseram autoridades.