Vermes sobrevivem à explosão da Columbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de maio de 2003 as 08:39, por: cdb

Cientistas da Agência Espacial Americana (Nasa) anunciaram ter descoberto que centenas de vermes, nascidos de um conjunto que estava a bordo do ônibus espacial Columbia, sobreviveram ao acidente com a nave, ocorrido em fevereiro.

Os vermes, da espécie Caenorhabditis elegans, não chegam a ter o tamanho de um alfinete, e foram encontrados em um recipiente que fazia parte do laboratório do Columbia.

O recipiente foi encontrado há vários dias, mas só foi aberto esta semana e, para a surpresa dos pesquisadores, havia vermes vivos lá dentro.

– Até onde sabemos, estes são os únicos (animais usados em) experimentos que encontramos com vida – disse Bruce Buckingham, porta-voz da Nasa.

A Columbia se desintegrou quando fazia sua reentrada na atmosfera terrestre, matando todos os sete astronautas a bordo. O ônibus espacial levava kits de cerca de 60 experimentos científicos, alguns deles com animais como aranhas, peixes, abelhas e bichos-da-seda.

O C. elegans possui um ciclo vital de sete a dez dias – o que significa que os vermes encontrados são provavelmente a quarta ou quinta geração nascida dos vermes originalmente levados ao espaço.

A mesma espécie já havia sido destaque de publicações científicas em 1998, quando se tornou o primeiro organismo a ter seu genoma completamente mapeado.