Venezuela alivia racionamento de energia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de junho de 2016 as 10:24, por: cdb

Opositores dizem que o governo socialista é culpado pela falta de eletricidade por conta da corrupção, falta de investimentos e má administração

Por Redação, com Reuters – de Caracas:

O governo socialista da Venezuela aliviou um programa nacional de racionamento de energia, levando ao fim uma controversa política de dois dias de trabalho por semana que estava em vigor desde abril para quase 3 milhões de funcionários do setor público.

O governo socialista da Venezuela aliviou um programa nacional de racionamento de energia
O governo socialista da Venezuela aliviou um programa nacional de racionamento de energia

O ministro da Eletricidade, Luis Motta, disse que graças ao nível crescente das águas no reservatório Guri, que fornece dois terços da eletricidade do país, funcionários estatais podem voltar a trabalhar até as 13h nas quartas, quintas e sextas-feiras.

O racionamento de eletricidade nos fins de semana também será finalizado, e as escolas, que estavam sendo fechadas nas sextas-feiras como outra medida de racionamento, podem voltar a operar durante a semana toda, disse o ministro.

– Estamos ganhando! – disse Motta em publicação no Twitter.

Autoridades disseram que as medidas de racionamento foram uma resposta emergencial à seca deste ano e ajudaram a reduzir o consumo de energia na nação de 30 milhões de pessoas.

Mas críticos, incluindo a coalizão de oposição, atacaram a ação, dizendo que o fechamento de escolas por um dia na semana iria prejudicar crianças. Para eles, o ato de enviar funcionários públicos para casa não faz diferença, já que eles iriam usar eletricidade em outro lugar.

Opositores dizem que o governo socialista é culpado pela falta de eletricidade por conta da corrupção, falta de investimentos e má administração.