Vasco e Cruzeiro fazem mistério para a partida pela Copa do Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de maio de 2003 as 22:31, por: cdb

Antônio Lopes e Vanderlei Luxemburgo decidiram adotar a mesma tática para tentar surpreender o adversário no confronto entre Vasco e Cruzeiro, nesta quarta-feira, em São Januário, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil: o mistério. Ambos os técnicos optaram em não divulgar as escalações de suas equipe, o que só prometem fazê-lo momentos antes da partida.

Em São Januário, o mistério é quanto às escalações de Marques e Marcelinho. Recuperados de problemas musculares, os craques apenas correram em volta do campo nesta terça-feira e serão reavaliados no dia do jogo. Antônio Lopes chegou até a cancelar o coletivo para “não dar armas ao inimigo”. Caso sejam vetados, Souza e Léo Lima ganham mais uma chance entre os titulares.

“Está praticamente definida a equipe e pelo que senti hoje do treinamento teremos todos os jogadores à disposição. Não é mistério, mas como o Luxemburgo está escondendo a escalação do Cruzeiro, podemos fazer o mesmo aqui para não dar armas ao adversário”, afirmou Lopes.

Na Toca da Raposa, Luxemburgo não divulgou o substituto do chileno Maldonado, que não está inscrito na Copa do Brasil. Márcio e Wendell disputam a preferência do treinador, com mais chances para o primeiro. Os meias Zinho e Felipe Mello também não puderam ser inscritos na competição.

Como o zagueiro Luisão vai ficar 40 dias se recuperando de um estiramento na coxa direita, Luxa foi obrigado a abrir mão do esquema com três zagueiros. Thiago e Edu Dracena formam a zaga. A arma principal continua sendo o trio infernal formado por Alex, Deivid e Aristizábal.

Derrotado no jogo de ida, em Belo Horizonte, por 2 x 1, resta ao Vasco vencer por um simples 1 x 0 para avançar às semifinais da competição. Se conseguir a classificação, o time cruzmaltino estará quebrando uma invencibilidade de 33 jogos do time mineiro.

No caso de repetição do placar, desta vez a favor do time carioca, a decisão será nos pênaltis. Já o Cruzeiro joga por um empate.

VASCO x CRUZEIRO

Data: 14/5/2003 (quarta-feira)
Local: estádio São Januário, no Rio
Horário: 21h40min
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Televisão: Globo, ao vivo

Vasco
Fábio, Russo, Wescley, Wellington Paulo e Wellington Monteiro; Da Silva, Henrique, Marcelinho (Léo Lima) e Danilo; Marques (Souza) e Edmundo
Técnico: Antônio Lopes

Cruzeiro
Gomes, Maurinho, Thiago, Edu Dracena e Leandro; Recife, Márcio (Wendell), Sandro e Alex; Deivid e Aristizábal
Técnico: Vanderlei Luxemburgo