Vasco ainda não conseguiu três vitórias consecutivas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 25 de outubro de 2002 as 16:50, por: cdb

A derrota para o Bahia quarta-feira passada interrompeu a seqüência de duas vitórias consecutivas do Vasco neste Brasileiro, mas não pode ser encarada com surpresa. Além de alimentar o tabu de 15 anos sem vencer o Tricolor da Boa Terra em Salvador, o mal resultado confirmou uma triste realidade para o time cruzmaltino em 2002: a irregularidade.

Com exceção do Campeonato Carioca de 2002, no qual as primeiras fases não valiam nada para os clubes grandes – já pré-classificados, usaram os reservas -, o Vasco não conseguiu sequer uma seqüência de três vitórias consecutivas nas outras quatro competições que disputou.

Contando a campanha no Carioca, o Vasco disputou 71 jogos até o momento, com 33 vitórias, 16 empates e 22 derrotas, o que resulta num aproveitamento de 53,99%. Além disso, marcou 131 gols e sofreu 100 (média de 1,4 por jogo).

Excluídos os jogos pelo Carioca e um amistoso contra o Volta Redonda com cara de jogo-treino, a situação do time fica ainda mais complicada. São 45 jogos, 17 vitórias, 12 empates e 16 derrotas, com 70 gols marcados e 64 sofridos. Um aproveitamento de menos da metade (46,66%) dos pontos disputados.

Para agravar a situação, no Carioca – o mais desorganizado da história -, o Time cruzmaltino contou com os seus titulares para jogar a decisão da Taça Guanabara, sendo derrotado por 2 x 1 pelo Americano, em Campos e ficou fora da final, disputada entre Fluminense e Americano e vencida pelo Tricolor.