Valadares quer reexame desapaixonado do Código Florestal pelo Senado 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 14:57, por: cdb

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) defendeu “um exame sereno” do Código Florestal pelo Senado. Em sua avaliação, a votação da matéria na Câmara dos Deputados deu-se num clima emocional, inadequado para um tema como o do meio ambiente, que, em sua opinião, está “muito acima de ideologias e disputas partidárias”.

– Nosso primeiro dever é despojar o tema da carga emotiva que sobre ele foi posta e nos debruçarmos sobre os estudos que a respeito produziram entidades científicas, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e a Academia Brasileira de Ciências – disse.

Na avaliação de Antonio Carlos Valadares, o Programa de Regularização Ambiental deveria ser elaborado pelo governo federal e não pelos estados, como decidiram os deputados.

Para ele, a atribuição de poder aos estados para definir, por exemplo, o tratamento a áreas de preservação permanente antropizadas ou áreas de reserva legal desmatadas, poderá gerar uma disputa entre eles, semelhante à guerra fiscal, com prejuízo para o meio ambiente.

O parlamentar se disse favorável, contudo, à isenção da obrigatoriedade de recomposição de reserva legal florestal em propriedades de 20 a 400 hectares.

Da Redação / Agência Senado