Usinas vendem 31% a menos de etanol hidratado nesta safra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 12:56, por: cdb

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – No acumulado de abril de 2011 até 16 de fevereiro, as vendas de etanol hidratado (biocombustível usado pelos carros com motor flex) pelas unidades produtoras da Região Centro-Sul do país apresentaram queda de 31,54% em relação à safra 2010/2011. Balanço divulgado hoje (29) pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) apontou que as vendas acumuladas de etanol hidratado atingiram 11,28 bilhões de litros, sendo 10,24 bilhões de litros para o mercado interno.

Quanto ao etanol anidro (que é misturado à gasolina), a Unica informou que as vendas acumuladas na safra 2011/2012 chegaram a 7 bilhões de litros, sendo 6,34 bilhões de litros destinados ao mercado doméstico. Isso representou, segundo a Unica, aumento de 9,06% em relação à safra passada.

A produção total de etanol hidratado na safra atual foi 12,86 bilhões de litros, uma redução de 28,45% em comparação ao produzido na safra anterior (17,97 bilhões de litros). Em relação ao álcool anidro, houve crescimento de 4,77% na mesma comparação, com a produção de 7,77 bilhões de litros na safra 2011/2012.

Na primeira quinzena de fevereiro, as usinas venderam 738,72 milhões de litros de etanol, sendo 719,34 milhões de litros para abastecer o mercado interno e 19,38 milhões para exportação. Do total destinado ao mercado doméstico, foram comercializados 452,81 milhões de litros de etanol hidratado, bem menos que os 636,05 milhões de litros que abasteceram os automóveis na safra anterior.

O volume de cana-de-açúcar processado nas usinas do Centro-Sul do país desde o início da safra 2011/2012 (até o dia 16 de fevereiro) foi 11,25% menor que o da safra 2010/2011. Segundo a Unica, o volume de cana processado somou 494,27 milhões de toneladas, contra 556,95 milhões de toneladas da safra anterior.

Também houve queda na produção acumulada de açúcar no período, de 33,50 milhões de toneladas na safra anterior para 31,30 milhões de toneladas na safra 2011/2012 (-6,57%).

Edição: Vinicius Doria