Usinas nucleares de Angra I e II poderão operar com mais segurança

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de fevereiro de 2003 as 23:46, por: cdb

O secretário executivo do Ministério de Ciência e Tecnologia, Wanderley de Souza, inaugura sexta-feira no Rio o Laboratório Interfaces Homem Sistema, do Instituto de Engenharia Nuclear, para a implementação de ações que reforcem a segurança das operações das usinas nucleares de Angra I e II, localizadas no litoral sul do Estado do Rio.

A iniciativa faz parte do acordo de cooperação técnica para usos pacíficos da energia nuclear, firmado entre Brasil e Coréia do Sul.

O projeto envolve recursos da ordem de US$ 345 mil da Agência Interamericana de Energia Atômica e conta com a colaboração de cientistas coreanos. O laboratório servirá para exercídios de simulação de processos desenvolvidos por usinas do tipo PWR (semelhante às duas unidades brasileiras), com 900 megawatts de potência.

Desta forma, é possível, por meio do desenvolvimento de interfaces gráficas de suporte de operador, modernizar salas de controle das usinas, aumentando, ao mesmo tempo, a eficiência e a segurança das operações.