Usina de Itaipu foi a maior produtora de energia do mundo em 2012

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 5 de janeiro de 2013 as 12:26, por: cdb

Na disputa acirrada pelo título de maior produtora de energia elétrica limpa e renovável do planeta, a Itaipu Binacional deixou para trás a usina de Três Gargantas, na China, e manteve a liderança mundial.

Usina
A usina de Itaipu mantém a primeira posição desde 1997, quando ficou pronta

Em 2012, Itaipu Binacional foi a hidrelétrica que mais produziu energia no mundo, atingindo 98,287 milhões de megawatts-hora (MWh). A usina mantém a primeira posição desde 1997, quando ficou pronta.

É responsável por 19,9% da energia elétrica consumida no Brasil e por 80% da distribuída no Paraguai.

Normalmente, usina de Três Gargantas só divulga sua produção mensal dez diasdepois, enquanto Itaipu tem sua geração divulgada em tempo real (on line). Na quinta-feira,   Itaipu recebeu da diretoria de Três Gargantas o número oficial da produção de 2012, confirmando a projeção já feita pelos técnicos da binacional.

Em alguns momentos, durante o ano passado, a geração de Três Gargantas, que passou a operar em plena carga no mês de julho, foi superior à de Itaipu, o que deve ocorrer cada vez com mais frequência, já que a potência instalada da usina chinesa (quantidade de equipamentos de geração) é 60% superior à da hidrelétrica brasileira e paraguaia.

Celso Torino, superintendente de operações da Itaipu, diz que a maior concorrente é a chinesa Três Gargantas, que gerou 98,107 milhões de MWh no ano passado.

Ele explica que apesar de a chinesa ter 60% a mais de equipamentos de geração, a natureza não contribui para o crescimento da produção. Há períodos do ano em que o rio Yang-tsé fica congelado.

Até outubro de 2012, a produção acumulada da usina chinesa era de 87,33 milhões de MWh ante 84,95 milhões de MWh de Itaipu, uma diferença de 2,38 milhões de MWh a favor de Três Gargantas.

Para diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, mais importante que comemorar o título de maior produtora mundial, é garantir que Itaipu esteja preparada para atender com segurança os sistemas elétricos do Brasil e do Paraguai mantendo as boas parcerias já existentes com o Operador Nacional do Sistema, a Eletrobras, a Ande (estatal paraguaia), Furnas e Copel.

Celso Torino diz que o desafio é buscar cada vez mais a excelência nos índices de desempenho da usina. “É bom manter esse título de maior produtora do planeta, mas nossa meta é garantir o atendimento aos sistemas elétricos nacional e paraguaio de forma eficiente e segura”, afirma.

Mercado

Enquanto o consumo de energia elétrica no Brasil cresceu 3,3% em 2012, comparado com o ano anterior, a produção de Itaipu aumentou 6,5%. Com isso, a participação da usina no mercado brasileiro, que vinha diminuindo gradativamente com a entrada em operação de novos empreendimentos no setor elétrico, também cresceu, chegando a 19,85% em 2012.

A usina atende ainda mais de 80% de toda a demanda de eletricidade do Paraguai, sócio na usina binacional.