Universitários chilenos radicalizam contra governo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 1 de junho de 2011 as 17:40, por: cdb

Por Erica Soares 01/06/2011 às 20:25

A Confederação de Estudantes do Chile (Confech) confirmou a realização de uma greve nacional amanhã em rejeição ao lucro no sistema de ensino, novo elemento na escalada de manifestações contra o modelo neoliberal.

As federações universitárias agrupadas na Confech tomaram essa determinação depois de vencer o prazo outorgado às autoridades do país para atender suas demandas em defesa do ensino público.

Em uma última tentativa de encaminhar a resposta a suas reivindicações, líderes estudantis das instituições de Ensino Superior desta capital reuniram-se ontem com o ministro de Educação, Joaquín Lavín, cujo encontro não conduziu a bom porto e derivou na ratificação da greve universitária para o dia 1 de junho.

A Confech solicita um maior investimento financeiro por parte do Estado nas universidades públicas, imersas em um quadro praticamente de quebra orçamental.

Dirigentes estudantis das cidades de Valparaíso, Concepción e Talca expressaram sua adesão à jornada nacional de protesto que terá como epicentro as ruas de Santiago e à que se somará também o Colégio de Professores do Chile.

Na opinião da revista chilena Punto Final, as massivas demonstrações convocadas pela Confech no último mês refletem uma crítica profunda à institucionalidade e ao modelo econômico, social e cultural originado no regime militar de Augusto Pinochet (1973-1990).

A publicação destaca que o Chile é o único país do mundo com uma educação superior considerada quase inteiramente privada, pois é toda paga e os pobres mal podem ter acesso a ela devido aos altos impostos.

Para os empresários, o negócio das universidades é vantajoso: investem nelas, pois poupam impostos, lucram com os aluguéis imobiliários e embolsam os impostos e a subvenção estatal, publica o meio.

Apesar de constituir instituições sem fins lucrativos, denuncia Punto Final, as universidades no Chile são um dos negócios mais rentáveis do mercado.

ocs/tpa/es

fonte:
Prensa Latina
 http://www.prensa-latina.cu/index.php?option=com_content&task=view&id=292951&Itemid=1