UNICEF alerta para risco de epidemia sanitária em Trípoli

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de agosto de 2011 as 08:33, por: cdb

A capital da Líbia, Trípoli, enfrenta um risco de uma “epidemia sanitária sem precedentes” por causa da falta de água na cidade, segundo um alerta do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Até o momento, a agência da ONU distribuiu 23 mil garrafas de água para a população da capital e, nas próximas horas, deverá entregar mais 90 mil. No total, serão disponibilizados para 5 milhões de litros de água.

O responsável pelo escritório da Unicef na Líbia, Christian Balslev-Olesen, disse que a agência está respondendo “às necessidades imediatas em Trípoli”.

No entanto, ele afirmou que está extremamente preocupado com a situação, porque deve haver uma carência de água nos próximos dias. Isso poderia se transformar em uma epidemia sanitária sem precedentes.

Um grupo técnico da Unicef está trabalhando com as autoridades líbias para auxiliar na avaliação das condições dos poços de água e indicar alternativas de fontes.

Segundo a agência, é preciso de US$ 20,5 milhões para sustentar as necessidades das crianças e mulheres na Líbia, assim como a dos fugitivos nos países limítrofes.