União Européia vai investigar compra da Compaq

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 4 de setembro de 2001 as 17:50, por: cdb

A Comissão Européia vai investigar a fusão anunciada, nesta terça-feira, da Compaq com Hewlett-Packard, já que, caso seja aprovada, a fusão de US$ 25 bilhões mudará radicalmente o cenário competitivo do setor de tecnologia da informação, criando uma mega-empresa de Tecnologia da Informação com receitas anuais em torno de US$ 87,4 bilhões.

De acordo com informações da CE, o órgão regulador europeu garantiu que, antes de dar o sinal verde, precisará examinar as negociações de uma fusão onde a previsão de vendas chegaria a mais de US$ 4,5 bilhões.

A aprovação do organismo europeu é fundamental para a concretização do processo de fusão, na medida que o poder da comissão não se limita apenas a empresas européias, como pôde ser verificado, por exemplo, na proibição do órgão à compra da Honeywell pela General Electric.

A aquisição será reportada à Comissão dentro de sete dias, ou seja, depois que a aliança estiver assinada entre as empresas. A análise padrão do processo, entretanto, começa imediatamente depois do anúncio da fusão, mas levará um mês para sua conclusão, quando o órgão será capaz de aprovar ou resolver por uma investigação mais profunda da fusão e suas implicações.