UE libera verba para compra de medicamentos para o Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de abril de 2003 as 12:34, por: cdb

A União Européia (UE) libera ainda nesta terça-feira, uma verba de US$ 10,8 milhões para a compra de medicamentos a serem entregues aos iraquianos feridos pelo conflito bélico. O dinheiro é uma resposta da Europa aos apelos de emergência dos últimos dias feitos pelas organizações não-governamentais, atuantes nos serviços de saúde do Iraque. A decisão foi anunciada pelo comissário europeu responsável pelo desenvolvimento e ajuda humanitária, Paul Nielson.

Nielson afirmou que a situação no Iraque é “caótica”, segundo os relatórios das organizações internacionais. A verba liberada faz parte do pacote de US$ 108 milhões de ajuda humanitária anunciado desde 20 de março, dos quais US$ 13,5 milhões foram liberados.

Ao responder a pergunta da Agência Estado sobre a eventual morosidade da liberalização do dinheiro face à gravidade do cenário iraquiano, Nielson respondeu que a UE trabalha sobre critérios precisos, assegurando-se que “o princípio da imparcialidade e da neutralidade” está sendo seguido e que o dinheiro será liberado a cada semana.

O último pedido de socorro feito durante a páscoa pelas ONGs, relata o comissário, pede água oxigenada, anestésicos para cirurgias, antibióticos e macas.

A prioridade máxima é restabelecer o sistema de água potável para diminuir o risco de infecções. A Comissão Européia tem uma agência (ECHO), responsável por administrar fundos humanitários, que no caso iraquiano está trabalhando com Médicos do Mundo (Espanha e Grécia), Médicos sem Fronteiras (Bélgica), Ajuda Medical Internacional (França), Primeira Urgência (França), CARE (Reino Unido) e mais as organizações ligadas às Nações Unidas.