TSE ainda tem mais de 500 recursos pendentes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de outubro de 2004 as 11:15, por: cdb

Dados estatísticos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revelam que dos 3.547 processos protocolados, 2.190 processos já foram julgados e 553 estão pendentes. Do total, 2.869 são recursos recorrentes de registros de candidatura e 678, de propaganda eleitoral. Dos recursos pendentes, 31 estão na Procuradoria Geral Eleitoral e 522 nos gabinetes dos ministros para serem julgados.

Os números mostram ainda que, 474 dos 2.869 recursos sobre registros de candidatos estão relacionados à questão do analfabetismo e 464 a rejeição de contas. Dos 553 processos pendentes, 21,34%, ou seja, 118 estão relacionados a rejeição de contas do candidato e 12,66%, ou seja, 70 sobre duplicidade de filiação do candidato.

As estatísticas do TSE revelam também que 871 candidatos foram reeleitos a prefeito, destacando 201 em São Paulo e 88 no Paraná. Outros dados referentes às eleições municipais do dia 3 mostram que dos 5.517 prefeitos eleitos, 5.075 são homens, 404 mulheres e 38 não informaram o sexo. Para vereador, foram eleitos 45.257 homens, 6.555 mulheres e sete não informaram o sexo, totalizando em 51.819.

O segundo turno das eleições municipais será realizado no dia 31 em 44 cidades de 19 estados. Do total das cidades, 15 são capitais: Maceió (AL), Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Goiânia (GO), Cuiabá (MT) e Belém (PA). Teresina (PI), Curitiba (PR), Natal (RN), Porto Velho (RO), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC) e São Paulo (SP).

A propaganda eleitoral só poderá ser feita 48 horas depois de proclamados os eleitos da cidade ou município, dependendo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de cada estado.

Outras cidades que também terão segundo turno são: Campinas, Santo André, Osasco, Ribeirão Preto, Sorocaba, Santos, Diadema, São José do Rio Preto, Mauá, Piracicaba e Bauru, em São Paulo; Pelotas e Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul; Niterói, Campos, São João de Meriti, Nova Iguaçu e Duque de Caxias, no Rio de Janeiro; Ponta Grossa, Maringá e Londrina, no Paraná; Jaboatão, em Pernambuco; Campina Grande, na Paraíba; Montes Claros, Juiz de Fora, Uberlândia e Contagem, em Minas Gerais; Anápolis, em Goiás; e Cariacica, no Espírito Santo.