Troca de tiros com a polícia em Vigário Geral deixa dois mortos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 6 de outubro de 2004 as 10:36, por: cdb

Um confronto entre traficantes e policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) em Vigário Geral, na madrugada desta quarta-feira, deixou dois mortos e quatro feridos. As vítimas ainda não foram identificados. A troca de tiros aconteceu por volta das 3h30m, perto de um acesso à Linha Vermelha, entre a Rua Bulhões Marcial e Avenida Presidente Kennedy. Dois baleados foram levados para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiram aos ferimentos. Com eles, a polícia apreendeu dois fuzis e dois coletes à prova de balas. O material foi levado para a 38ª DP (Brás de Pina).

Durante a manhã, a polícia fez buscas em hospitais nas proximidades, à procura de mais feridos no tiroteio. Segundo o comandante do 16º BPM (Olaria), coronel Celso Nogueira, foram encontrados até agora quatro pessoas baleadas durante a operação. Três delas estão sendo medicadas no Hospital Geral de Bonsucesso: Cleiton dos Santos da Silva, de 20 anos, ferido na região lombar e no braço esquerdo, Cleiton da Cruz Chagas, de 25 anos, atingido de raspão no tórax, e Vagner Lima Azevedo, de 18, baleado nas nádegas. Todos passam bem. Um homem que deu entrada baleado na Clínica Doutor Balbino, em Olaria, também está sendo investigado.

Segundo o comandante do 16º BPM, a situação é tranqüila em Vigário Geral. A comunidade não está ocupada pela polícia, mas o coronel Celso Nogueira garante que estão sendo realizadas operações freqüentes no local.

Uma guerra entre traficantes de Parada de Lucas e Vigário Geral começou no último sábado. Na segunda-feira, dois ônibus chegaram a ser incendiados e outros dois coletivos depredados por grupos que seriam ligados aos bandidos expulsos de Vigário Geral pelos traficantes da comunidade vizinha que tomou os pontos de venda de drogas no local.