Trios elétricos são proibidos no Centro histórico de Goiás

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 as 09:14, por: cdb

Algumas cidades históricas, como Tiradentes (MG) e Pirenópolis (GO), proibiram o uso de trios elétricos e som automotivo durante o carnaval. A cidade de Goiás (GO), que em 2001 recebeu da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) o título de patrimônio histórico e cultural da humanidade, não proibiu os shows, mas decidiu limitar os locais de programação com esse tipo de som.

Em Goiás, os shows de música baiana durante o carnaval foram realizados fora do centro histórico, na Praça de Eventos. A parte antiga da cidade concentrou os blocos e as apresentações com as marchinhas de carnaval. A secretária municipal de Turismo e Cultura, Mara Veiga Jardim, explicou que a idéia é resgatar as tradições culturais e preservar o patrimônio da cidade.

– Nós já tivemos aqui na Praça do Coreto outros carnavais que destruíam o centro, abalavam as estruturas das casas, as telhas balançavam com os shows. Com os blocos e marchinhas, nós resgatamos a cultura e preservamos as construções – acrescentou.

A secretária disse ainda que a prefeitura não proibiu totalmente porque há espaço para realizar  os outros shows fora da parte histórica.

– Nós não queremos afugentar o turista. A cidade tem uma parte mais nova. A experiência de conciliar as duas coisas funcionou – comenta Mara Veiga Jardim.

Na noite de terça-feira, o show escolhido para o encerramento da programação carnavalesca foi o das marchinhas, que durante todos os dias animaram as noites de folia na Praça do Coreto.