Tricolor se classifica com goleada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de fevereiro de 2003 as 23:21, por: cdb

O São Paulo mostrou ter feito a escolha certa. Depois de ser acusado de “armação” na partida do último final de semana, o Tricolor Paulista venceu o Santo André por 4 x 2, nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi, avançando às semifinais do Campeonato Paulista.

Os dois clubes haviam se enfrentando na última rodada da fase de classificação e o São Paulo, após estar vencendo por 2 x 0, cedeu o empate e se classificou justamente para enfrentar o time do ABC paulista. Além disso, o Santos foi eliminado automaticamente.

Itamar (3) e Maldonado marcaram os gols do Tricolor Paulista. Romerito e Ailton fizeram para o Santo André.

Agora o São Paulo enfrentará a Portuguesa Santista nas semifinais. A Briosa se classificou ao empatar com o Guarani e se manter invicta no estadual. O time de Santos joga por dois resultados iguais e com vantagem de decidir em casa. Palmeiras e Corinthians duelam na outra semifinal.

O Santo André começou o jogo como havia prometido o técnico Luís Carlos Ferreira. Mesmo atuando no Morumbi, o time do ABC Paulista partiu para o ataque e pressionava o rival. Em duas oportunidades, o atacante Denny quase abriu o placar.

O Tricolor Paulista, que necessitava apenas do empate para avançar às semifinais do Campeonato Paulista, se fechava bem na defesa e procurava explorar os contra-ataques. Porém os são-paulinos erravam muitos passes e não chegavam ao gol defendido por Júlio César.

Na primeira chance, no entanto, o São Paulo abriu o placar. Aos 24min, Ricardinho cobrou escanteio na segunda trave e Itamar, sozinho de marcação, cabeceou para sem chances para o goleiro do Ramalhão. Esse foi o primeiro gol do atacante pelo clube.

Após o gol, a partida ficou chata. O Tricolor Paulista continuava muito atrás e mais preocupado em marcar. O Santo André, por sua vez, já não atacava com tanta vontade. As oportunidades eram raras e os dois goleiros praticamente assistiam ao jogo.

Quando o primeiro tempo parecia que iria terminar com a vantagem são-paulina, o time do ABC paulista empatou. Aos 43min, Alexandre cobrou escanteio dentro da pequena área, o goleiro Rogério Ceni não saiu e Romerito cabeceou para igualar.

Assustado com o empate, o São Paulo voltou mais atento no segundo tempo. Depois de perder uma boa chance com Reinaldo, o Tricolor Paulista desempatou aos 7min. A bola passou de pé em pé até ser rolada de Leonardo para Maldonado. O chileno acertou um chute preciso da intermediária. A bola tocou na trave esquerda de Júlio César e entrou.

O Tricolor Paulista se empolgou e foi ao ataque. Aos 13min, o time comandando por Oswaldo de Oliveira alcançou seu terceiro gol.

Itamar pegou rebote na entrada da área e colocou no canto esquerdo do goleiro do Ramalhão. O Santo André não se intimidou e diminuiu três minutos depois através de Aílton.

Após marcar seu segundo gol, o time do ABC se atirou ao ataque. O São Paulo se aproveitou essa postura e marcou seu quarto gol aos 18min. Leonardo fez boa jogada individual e rolou bola para trás. Itamar, livre de marcação, chutou para marcar seu terceiro gol na noite.

Aos 25min, o Tricolor Paulista ficou com um jogador a menos. O volante Maldonado cometeu falta por trás no atacante Wesley Brasília e, como já havia recebido o amarelo no primeiro tempo, foi expulso pelo árbitro Luiz Marcelo Cansian.

Para segurar o resultado, afinal o Santo André procurou pressionar, o técnico Oswaldo de Oliveira tirou Itamar, o artilheiro da noite, para colocar Júlio Baptista. Os 7mil torcedores que estavam no estádio do Morumbi homenagearam mais uma vez o treinador.

Depois disso, o Ramalhão ainda buscou o ataque, mas a vitória do São Paulo já estava definida no Morumbi.

SÃO PAULO 4 x 2 SANTO ANDRÉ

São Paulo
Rogério Ceni; Leonardo (Gabriel), Jean, Régis e Gustavo Nery; Maldonado Fábio Simplício, Ricardinho e Reinaldo; Itamar (Júlio Baptista) e Luís Fabiano (Kléber)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Santo André
Júlio César; Alexandre, Silvio Criciúma, Diego