TRE-SP reprova contas de campanha de Marta Suplicy

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 17 de maio de 2007 as 21:51, por: cdb

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou, nesta quinta-feira, em votação unânime, as contas da ministra do Turismo, Marta Suplicy (PT), durante sua campanha de reeleição para a prefeitura de São Paulo, em 2004.

Na decisão o tribunal alegou que o relatório entregue pela então prefeita omite doações e recibos eleitorais obtidos pelo Comitê Financeiro Único do Partido dos Trabalhadores.

Segundo o relator do processo, juiz Paulo Henrique Lucon, o comitê de campanha de Marta Suplicy arrecadou recursos tanto para a campanha dela, como para a dos vereadores. Teriam sido arrecadados cerca de R$ 16 milhões, sendo pelo menos R$ 3 milhões em dois jantares de arrecadação para campanha de Marta. A ministra declarou apenas R$ 220 mil na prestação de contas.

A decisão mantém a sentença já dada pelo juiz da 1ª Zona Eleitoral. Devem prestar contas à Justiça Eleitoral, os candidatos a cargos majoritários e os comitês financeiros dos partidos.

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira, a assessoria de Marta Suplicy nega irregularidades e informa que vai recorrer da decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A assessoria alega que a movimentação foi feita pelo Comitê Financeiro atendendo o que prevê a legislação.