Transplante de rosto poderá ser realizado em 2005

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de maio de 2003 as 18:19, por: cdb

Um grupo de cirurgiões holandeses afirma que o transplante da face de pessoas mortas em outras com o rosto desfigurado é tecnicamente possível e que poderá ser realizado em um futuro não muito distante.

A informação foi publicada na edição desta sexta-feira do jornal holandês Algemeen Dagblad.

– Os preparativos para realizar a cirurgia mais controvertida da história estão em pleno vigor – diz o jornal. A afirmação foi feita por cirurgiões do Centro Médico Universitário de Utrecht, em colaboração com o grupo médico norte-americano Louisville, que transplantaram com êxito uma mão completa em um homem de 37 anos em 1999.

Os médicos dizem que no caso do transplante de rosto existem poucas possibilidades de que o transplantado se pareça com seu doador, já que as feições são determinadas pela estrutura óssea e os músculos da face do paciente. Com a cirrugia, o paciente teria que tomar por toda a vida remédios contra a rejeição e os efeitos secundários do transplante, que poderiam se tornar uma forma de câncer em algumas ocasiões mortal.

Apesar dos riscos, os cirurgiões acreditam que esta operação é de vital importância para pessoas cujo rosto foi desfigurado por queimaduras graves, por exemplo. O Professor de cirurgia plástica do Centro Médico Universitário de Utrecht, Mosche Kon, explicou ao jornal holandês que estas pessoas, conforme estudos, dariam cinco anos de sua vida para voltar a ter um rosto normal.

Kon espera que o primeiro destes transplantes possa acontecer em dois anos.