Traficantes de madeira reagem a facão contra secretário de Maraú

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 27 de agosto de 2003 as 17:24, por: cdb

O secretário de meio ambiente de Maraú, na Baía de Camamu, Sul da Bahia, Norberto Hess, foi agredido a facão, nesta segunda-feira, quando realizava diligência contra o transporte ilegal de madeira da Mata Atlântica na região. O secretário é membro do Conselho de Defesa do Meio Ambiente de Maraú.

Agredido com facão, ele recebeu cortes profundos em todo o corpo e teve fratura nos braços . Após o ocorido, foi levado para o Hospital de Base de Itabuna, onde passou por uma longa operação de reconstituição dos vasos sanguíneos e da pele.

Segundo o coordenador do Instituto de Estudos Socioambientais do Sul da Bahia — Iesb, Rui Rocha, a ação de exploração clandestina de madeira nativa da Mata Atlântica, vem consumindo os poucos remanescentes do que sobrou deste bioma no Sul da Bahia, e continua a ocorrer em municípios como Maraú, Camamu, Wenceslaw Guimarães, Itacaré, Ilhéus, Una, Santa Luzia, Arataca, Camacã, Ubaitaba, Cairú, entre outras localidades da região. 

–  Infelizmente , serrarias e empresas comercializando madeira nativa funcionam nestas cidades, concentradas no eixo Ilhéus e Itabuna. Faz-se necessário uma ação continuada e consistente de fiscalização nas principais cidades de beneficiamento e consumo de madeira, atuando e monitorando a origem das madeiras comercializadas na nossa região, e que ao mesmo tempo se dirigem pela BR -101 para a região metropolitana de Salvador, e principalmente para o sudeste do Brasil  – disse Rui Rocha .