Trabalho da FAS orienta ações do Ministério de Desenvolvimento Social

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 09:03, por: cdb

A consultora do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Daniele Cima Cardoso, está em Curitiba em visita a entidades parceiras da Fundação de Ação Social (FAS). As visitas, na terça (17) e nesta quarta-feira (18), têm como objetivo observar como Curitiba vem trabalhando as questões relacionadas ao acolhimento de adultos em situação de vulnerabilidade social. Por ser modelo na área de Ação Social, com essa visita, Curitiba poderá fornecer subsídios para a elaboração das orientações técnicas para todo o Brasil. 

No Centro de Atendimento Mais Viver, Daniele conheceu as instalações e conversou com a diretora da entidade, Joseli Cristina Gonçalves, e com a vice-diretora, Severina Santana Silveira, sobre o funcionamento da casa, as atividades feitas pelos adultos que ali vivem, e os profissionais que atendem a entidade, dentre outros assuntos.

“Se a pessoa tem aptidão para fazer determinada atividade, é importante deixar e incentivar que ela a faça, pois isso faz parte da inclusão social desse cidadão”, disse Daniele, referindo-se à horta do Centro de Atendimento Mais Viver, feita pelos próprios adultos atendidos pela casa. “Nós procuramos respeitar a individualidade de cada um. As mulheres, por exemplo, são mais cuidadosas com seus pertences e, por isso, muitas delas preferem cuidar de suas próprias roupas. Algumas fazem crochê e artesanatos. São algumas formas delas passarem o tempo e se sentirem úteis”, explicou Joseli.

Outras entidades foram visitadas por Daniele, como a casa Encontro com Deus, o Albergue São João Batista, a Central de Resgate Social, o Centro de Convivência João Durvalino Borba e a Associação Padre João Ceconello. Participaram também da visita a Assessora Técnica da Coordenação de Proteção Social Especial da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social (SEDS), Neiva Silvana Hack, e a Técnica Pedagoga da Coordenação de Proteção Social Especial da SEDS, Juliana Müller Sabbag.