TJ decide se câmara pode cassar prefeita

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de maio de 2003 as 09:23, por: cdb

A desembargadora Maria Raimunda Azevedo julga, nesta quarta-feira, a liminar impetrada pelo Juízo de Nova Friburgo, que impede a Câmara Municipal de processar a prefeita da cidade, Saudade Braga. Ela é acusada de cometer irregularidades administrativas. Caso a desembargadora entenda que a liminar é improcedente, a Câmara estará apta a iniciar o julgamento da chefe do Executivo municipal.

Segundo a ação movida contra a prefeita, do PSB, sua administração contratou uma cooperativa de multiserviços de Niterói e conseguiu empregar cerca de cinco mil funcionários, sem concurso público. Se a liminar for cassada, como requer um grupo de vereadores locais, o Legislativo se reúne em 48 horas para julgar o pedido de cassação do mandato da prefeita por infração político-adminstrativa.