Tiroteio entra no terceiro dia em favela do Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de maio de 2007 as 10:41, por: cdb

Policiais militares e traficantes iniciaram um novo tiroteio na manhã desta sexta-feira na favela Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. Os confrontos iniciaram na terça-feira, depois que dois policiais militares foram mortos por bandidos da comunidade, em Oswaldo Cruz. Ônibus que trafegam pela região estão mudando os trajetos. Moradores temem sair de casa.

A comunidade está sem energia elétrica desde 17h desta quinta-feira. Nenhum funcionário da companhia responsável pelo serviço apareceu no local para verificar os transformadores atingidos por tiros.

A guerra entre policiais militares e bandidos já deixou 4 mortos e 12 feridos. Uma das vítimas fatais é o agente do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Wilson Sant’ana, 28 anos. O corpo foi enterrado nesta sexta, pela manhã, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste.

A Polícia Militar ocupa a Vila Cruzeiro a procura dos responsáveis pelo assassinato de dois policiais militares, em Oswaldo Cruz, no mesmo local de onde o menino João Hélio foi levado por bandidos. Centenas de homens do Bope, do Batalhão de Choque e do 16º Batalhão da Polícia Militar (Olaria) participam da operação.