Texas: Dois presos são executados em 48 horas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 5 de dezembro de 2003 as 09:48, por: cdb

Um homem condenado por agredir até a morte uma mulher de 80 anos que lhe servira sorvete foi executado com uma injeção letal na quinta-feira no Texas.

Ivan Murphy, 38, foi o segundo preso executado em dois dias no Texas. Até o final de dezembro, o Estado, recordista no uso da pena de morte nos EUA, deve matar mais três.
Murphy foi condenado pelo homicídio de Lula Mae Denning, uma mulher que ele conhecia desde a infância. O crime aconteceu em Denison, Texas, em 9 de janeiro de 1989, quando ele e seu cúmplice Doug Stoff foram à casa da idosa com a intenção de roubá-la.

Denning convidou Murphy para entrar e lhe deu sorvete de morango. Então foi golpeada na cabeça até morrer. Murphy atribuiu o crime a Stoff, mas a polícia o identificou como sendo o autor. Por sua participação no latrocínio, Stoff foi condenado à prisão perpétua.

-Eu gostaria de agradecer a todos por virem esta noite e celebrarem a vida. Esta é uma celebração da vida, não da morte. Por Jesus Cristo, temos a vitória sobre a morte.-Murphy disse às testemunhas da execução, suas últimas palavras antes de ser amarrado na câmara da morte.

Ele agradeceu em seguida “ao santo padre e papa João Paulo 2o. por suas bênçãos angelicais”.

-Amo todos vocês. Estou pronto, carcereiro- concluiu.

Como última refeição, Murphy pediu frango, peixe, porco, batatas, anéis de cebola (tudo frito), ketchup, molho tártaro, leite achocolatado e sorvete crocante.

Murphy foi o 313o. réu executado no Texas desde que o Estado retomou a pena de morte, em 1982, seis anos depois de a Suprema Corte suspender a proibição nacional a essa prática.

Na quarta-feira, Richard Charles Duncan foi executado por ter matado os pais de seu namorado, a fim de embolsar o dinheiro do seguro.