Terrorista condenado à prisão perpétua é visto numa cafeteria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de setembro de 2004 as 04:01, por: cdb

O terrorista Ali Imron, condenado a três penas de prisão perpétua, foi visto numa cafeteria de Jacarta. Imron foi condenado pela sua participação no atentado de Bali em 2002, no qual 202 pessoas morreram e 350 ficaram feridas.

Imron, que foi recentemente transferido da prisão de Bali para uma de Jacarta, foi visto por repórteres enquanto tomava café junto com o inspetor chefe da polícia da Indonésia, o general-brigadeiro Gorreis Mere, que teve um papel importante na busca e captura dos 32 condenados pelo atentado de Bali, realizado pelo grupo terrorista Jemaah Islamiyah, o braço da Al-Qaeda no Sudeste Asiático.

Perguntado pela imprensa antes de abandonar o local sobre o que fazia na cafeteria, o condenado respondeu:  — Saio freqüentemente com Gorries.

Fontes policiais em Jarcarta garantiram que os passeis pela cidade com condenados são uma forma de extrair informação que ajudaria a resolver outros casos recentes.