Terremoto sacode cidades na fronteira entre EUA e México

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de abril de 2010 as 09:33, por: cdb

Ruas foram destruídas, prédios sofreram rachaduras e postes de eletricidade caíram nesta segunda-feira após um terremoto de magnitude 7,2 sacudir cidades no norte do México e no sul da Califórnia, mas havia poucos relatos de vítimas.

Autoridades de proteção civil mexicanas disseram que pelo menos um homem morreu em uma casa que desabou e cerca de 100 outras pessoas ficaram feridas no tremor.

Outra pessoa morreu em um acidente automotivo em uma rua escura de Mexicali, uma cidade fronteiriça próxima ao epicentro do terremoto de domingo que estava praticamente sem energia.

Alguns edifícios em Mexicali pareciam ter danos estruturais e muitos tinham rachaduras no assoalho, paredes e janelas quebradas, embora nenhum grande prédio tenha desabado.

Um terminal de importação de gás natural liquefeito operado pela Sempara Energy ao sul de Tijuana não foi danificado pelo tremor, disse uma porta-voz da empresa.

O terremoto destruiu uma rodovia que liga Mexicali à Tijuana, na costa do Pacífico. A via ficou seriamente danificada por uma rachadura de pelo menos um metro, segundo uma testemunha da Reuters.

Orientações

O governo do México emitiu um alerta nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira pedindo que a população das regiões afetadas pelo terremoto de 7,2 na escala Richter ocorrido no domingo mantenha a calma e obedeça a todas as recomendações da Defesa Civil.

Este foi o terceiro forte terremoto no Hemisfério Ocidental nos últimos três meses. Um sismo no Haiti de intensidade ao ocorrido na fronteira do México com os Estados Unidos matou aproximadamente 200 mil pessoas e no Chile um terremoto com 8,8 graus deixou cerca de 500 mortos.