Termina greve de caminhoneiros na Coréia do Sul

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 15 de maio de 2003 as 04:30, por: cdb

A greve de caminhoneiros sul-coreanos que durante sete dias bloqueou as exportações no principal porto de Busan, e causou perdas milionárias para a indústria, acabou após um acordo entre o Governo e os sindicatos firmado, nesta quinta-feira.

As negociações ocorreram na madrugada desta quarta-feira após o Governo abandonar as duras condições que até ontem tinha mantido, exigindo primeiro a volta ao trabalho para falar depois.

Os sindicatos ameaçaram ontem estender para o centro do país a greve que tinha sido centrada nas cidades de Busan, o porto mais importante da Coréia do Sul, e Gwangyang, o que levou o Governo a ceder na negociação com os sindicatos esta madrugada.

O Governo aceitou todos os pedidos dos trabalhadores, que solicitaram principalmente a redução do preço do combustível e a melhora de condições de trabalho.

Sobre a redução do preço do combustível, o ministro da Construção e Transportes, Choi Jong Chan, disse que o Governo assumirá o aumento do preço desde julho, calculado em 200 bilhões de wones (cerca de 167 milhões de dólares).

No entanto, apesar do acordo alcançado, os sindicatos têm pendente uma nova negociação, para amanhã, com os empresários sobre aumentos salariais.

Segundo fontes empresariais, as perdas durante a greve ultrapassaram os 450 milhões de dólares, e a situação só deve se normalizar dentro de uma semana.