Temporal causa estragos e deixa desabrigados em SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 24 de novembro de 2015 as 10:54, por: cdb

Por Redação, com ABr – de São Paulo:

Cidades do interior de São Paulo ainda contabilizam os prejuízos provocados pelo forte temporal de segunda-feira. A situação mais crítica é no município de Guareí, região de Itapetininga, que teve ventania e granizo, resultando em 150 pessoas desabrigadas, de acordo com a Defesa Civil Estadual. Elas foram levadas temporariamente para a sede da Guarda Civil Metropolitana.

Os bairros Floresta 1, 2 e 3 estão entre os mais atingidos, com mil casas danificadas. As famílias foram cadastradas pela assistência social do município e receberam colchões, cestas básicas, produtos de higiene pessoal, limpeza e rolos de lona plástica.

Cidades do interior de São Paulo ainda contabilizam os prejuízos provocados pelo forte temporal de segunda-feira
Cidades do interior de São Paulo ainda contabilizam os prejuízos provocados pelo forte temporal de segunda-feira

O temporal em Guareí ainda deixou casas destelhadas, derrubou árvores, danificou veículos e estragou plantações na zona rural. O Hospital Adalberto Rocha e um Batalhão da Polícia Militar sofreram destelhamento, prejudicando o atendimento à população. Toda a área urbana ficou sem energia elétrica.

Em Cesário Lange, na região metropolitana de Sorocaba, o vendaval afetou a estrutura da Escola Municipal Natan Pires da Silva. O prédio precisou ser isolado e interditado pela Defesa Civil. No Centro da cidade, árvores tombaram sobre veículos, sem deixar vítimas. No bairro Alvorada, 30 casas sofreram danos, sendo que quatro pessoas ficaram desabrigadas e foram acomodadas em um hotel.

Em Bauru, a tempestade inundou a Avenida Nações Unidas, uma das principais da cidade. Pessoas ficaram ilhadas e precisaram ser resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. Ninguém ficou ferido. A enxurrada atingiu também a Rua Aymorés, a avenida Comendador Marta, a Rua dos Abacateiros, a Rua Castelo Branco e parte do Distrito Industrial.

Na cidade de São Carlos, a tempestade durou apenas 30 minutos, por volta das 15h30 de segunda-feira, mas alagou diversas vias. A água entrou em casas dos bairros Romeu Tortorelli, Vila Izabel, Santa Cecília, Cidade Iraci e no Centro.

Segundo o Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Universidade Estadual Paulista, um sistema de baixa pressão deixa nesta terça o tempo instável no Estado, provocando chuvas e trovoadas isoladas. Nesta quarta, as condições de instabilidades persistem. O sol pode aparecer apenas na próxima quinta-feira, acompanhado de pancadas de chuva durante a tarde.