Temporais destróem casas em 11 cidades de Minas Gerais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 as 10:45, por: cdb

Os temporais de verão atormentam o Sudeste do país. Nas áreas montanhosas, as quedas de barrancos são ameaça constante. Casas foram destruídas e a lama se espalhou por toda parte. A chuva que não pára provocou enchentes em 11 cidades de Minas Gerais. 

A situação é grave no Leste do Estado, onde estradas foram interrompidas e deslizamentos de terra causaram mortes. Um dos principais acessos a Coroaci é por uma estrada de terra, que se transformou em um lamaçal. Os carros de quem tentou passar ficaram atolados.

Na cidade, depois de um temporal, um barranco caiu e destruiu uma casa. Quatro pessoas dormiam na hora do acidente. Uma mulher, de 31 anos, e a filha dela, de 7, morreram soterradas. A aposentada Maria Alves dos Reis conseguiu escapar. “Não morri por sorte. A minha menina morreu. Nunca mais ponho os pés nesse lugar”, disse Maria Alves dos Reis.

Só nos cinco primeiros dias de fevereiro, pelo menos onze cidades de Minas Gerais foram atingidas por enchentes. Na região Leste, a preocupação é com o Rio Doce, que passa por mais de 200 municípios. A Defesa Civil está de prontidão, por causa da possibilidade de chuva forte na cabeceira.

Em Governador Valadares, um córrego transbordou e inundou ruas e casas. Carros ficaram debaixo d’água. Um foi arrastado por mais de 300 metros. Moradores ficaram ilhados. Não tiveram tempo de salvar nada.