“Televisão pública não é prioridade para o governo tucano”, avalia Lalo Leal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 10 de março de 2012 as 06:04, por: cdb

Uma das mais respeitadas televisões públicas do país, a TV Cultura amarga os efeitos da política tucana no Estado de São Paulo. Nesta semana, 56 funcionários da emissora foram demitidos e estão previstas mudanças na sua programação. “É uma lástima”, sintetiza o professor de Jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Laurindo Lalo Leal Filho, que trabalhou durante oito anos na casa. Em entrevista exclusiva a este blog, Lalo explica o que está em jogo e lamenta a perda desses profissionais para o mercado.

 

O que está acontecendo com a TV Cultura?