Teixeira garante que a CBF não passa por problemas financeiros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 7 de setembro de 2003 as 15:39, por: cdb

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, disse que a entidade que dirige não tem problemas financeiros. E contou ainda que também vê uma nova geração de jogadores para a Seleção em entrevista dada para o site oficial da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Ao ser questionado sobre a razão dos últimos êxitos do Brasil, o dirigente lembrou de João Havelange, ex-presidente da própria CBF e da Fifa.

“Primeiro, pelos bons jogadores. Segundo porque a CBF não tem problemas econômicos. Temos contratos para manter as Seleções sub-15, sub-17, sub-20 e sub-23, a principal, a feminina e a de futsal. Terceiro, pela parte administrativa, e por último, o Brasil sempre foi o país do futebol”, afirmou. “Por coincidência, o Brasil ganhou seus três primeiros Mundiais na gestão do doutor Havelange. E os outros sob minha direção, o que demonstra que aprendi algo com ele. O doutor Havelange foi o maestro do futebol brasileiro, um grande organizador”, completou Teixeira.

O cartola comentou ainda quais são as novas estrelas do futebol nacional. “Kaká, Diego, Robinho, mas é difícil nomear todos. Temos muito”, falou o dirigente, que deixou claro ainda qual é o seu objetivo principal: “conquistar o sexto título mundial”.

No caso do Flamengo, o presidente da CBF comentou que é torcedor do Rubro-Negro, mas que sua prioridade é a Seleção. “Antes de ir para a CBF, era mais torcedor que agora, logicamente, porque devo pensar como presidente da CBF, mas torço para o Flamengo. Mas sou mais torcedor do Brasil”, afirmou.