Técnicos da Petrobras e peritos da Marinha inspecionam a P-34

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 19 de outubro de 2002 as 00:17, por: cdb

Técnicos da Petrobras e peritos da Marinha ainda inspecionam a plataforma P-34, com o objetivo de descobrir as causas da anormalidade ocorrida no sistema elétrico que provocou o adernamento da unidade de produção, na tarde do último domingo.

Segundo a empresa, a plataforma está posicionada em suas condições normais de operação e o prazo de reinício da produção será estabelecido após a conclusão da inspeção e assim que forem sanadas as anormalidades. No momento, estão funcionando os sistemas de segurança, de detecção de fogo e gás, de combate a incêndios, de auxílio à navegação e a iluminação da plataforma.

A produção da P-34, de 34 mil barris diários de óleo, representa 2% do total nacional, que atualmente chega a quase 1,6 milhão de barris, suprindo 80% das necessidades de petróleo do País.

Plataforma de produção provisória, a P-34 funciona enquanto a Petrobras constrói duas unidades definitivas (P-43 e P-48) que serão instaladas nos campos de Barracuda e Caratinga, no primeiro semestre de 2003. As novas plataformas deverão aumentar a produção de petróleo para 300 mil barris por dia, até 2005.

De acordo com a Petrobras, a Bacia de Campos é responsável por 82% da produção nacional de petróleo, que é escoada por meio de 37 plataformas conectadas a 1.780 poços submarinos, alguns dos quais se encontram em profundidades recordistas em todo o mundo.