Técnico do Arsenal pede a equipe para evitar acidentes nos dois últimos jogos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 19 de maio de 2015 as 12:21, por: cdb
Técnico do Arsenal, Arsene Wenger, durante partida contra o Manchester United
Técnico do Arsenal, Arsene Wenger, durante partida contra o Manchester United

 

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, pediu a sua equipe para evitar qualquer acidente e fazer o necessário para encerrar a temporada do Campeonato Inglês em grande estilo.

O time ainda tem dois jogos a disputar em casa, um na quarta-feira contra o Sunderland, ameaçado de rebaixamento, e diante do West Bromwich Albion no domingo, e precisa de dois pontos para ter certeza de que não irá terminar abaixo da terceira colocação.

Duas vitórias poderiam até dar o segundo lugar ao clube, logo atrás do Chelsea, o que representaria o melhor final de temporada do Arsenal em 10 anos.

Se não fosse pela derrota surpreendente de 1 a 0 para o Swansea City em seu campo na semana passada, o Arsenal já teria garantida uma vaga entre os três primeiros da liga, e Wenger, cuja equipe aguarda ansiosa o final da Copa da Inglaterra, não quer um nova surpresa diante do Sunderland.

– Nós nos empenhamos tanto nisso que seria uma estupidez não finalizar bem o trabalho – disse Wenger em uma coletiva de imprensa. “Temos que forçar o ritmo neste jogo e jogar com muita energia para vencê-lo”, acrescentou.

 

Polêmcia sobre contrato

O ponta do Liverpool Raheem Sterling sofreu críticas pesadas de dois antigos jogadores do clube sobre sua aparente relutância em assinar uma renovação de contrato com valor estimado em US$ 155 mil por semana.

O futuro do jogador de 20 anos da seleção inglesa é incerto no Liverpool, com relatos na mídia britânica nesta terça-feira sugerindo que Sterling pode pedir uma transferência.

Jamie Carragher, ex-jogador do Liverpool e comentarista esportivo, disse que Sterling deveria ter vergonha de aparecer nos treinos desta semana, e sugeriu uma mudança de empresário.

– Ficaria com vergonha de caminhar nos treinos amanhã e mostrar meu rosto para todos, até mesmo a moça da recepção – disse Carragher à Sky Sports.

O ex-atacante do Liverpool John Barnes, a quem Sterling é muitas vezes comparado, reforçou os comentários de Carragher. “Raheem não conquistou nada, ele não ganhou nada”, disse à agência britânica de notícias BBC. “Alguém acredita que se ele for para o Manchester City será um dos nomes de destaque, ou estão querendo ele só porque precisam de jogadores ingleses?”, acrescentou.

O Manchester City é um dos clubes que foram cotados como possível destino de Sterling, que, segundo o técnico do Liverpool, Brendan Rodgers, recebeu uma oferta “incrível” de renovação de contrato.