Técnico de TV americana é acusado de roubar artigos iraquianos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de abril de 2003 as 14:19, por: cdb

Um técnico de televisão americano foi acusado de contrabando de quadros, bônus e outros itens roubados no Iraque, informaram autoridades judiciais dos Estados Unidos nesta quarta-feira. Uma queixa-crime apresentada na corte federal de Alexandria, Virgínia, acusa Benjamin James Johnson, de 27 anos, de tentar entrar no país com os artigos roubados.

O contrabando estava guardado numa caixa grande a foi apreendido na alfândega do Aeroporto Internacional de Dulles, nos arredores de Washington.

De acordo com os autos do processo, Johnson, que acompanhou soldados americanos em Bagdá pelo canal de notícias Fox, roubou os quadros de um palácio pertencente a Udai Hussein, filho do presidente deposto Saddam Hussein. Os quadros mostram Saddam e Udai juntos.

Johnson alegou inicialmente que havia ganhado os quadros de cidadãos iraquianos e pretendia utilizá-los para decorar sua casa, além de dar um de presente a seu chefe.

A emissora anunciou a demissão de Johnson depois de ele ter admitido a posse dos quadros, informou a Fox. Johnson era funcionário da emissora havia seis anos. Ele não foi detido pela polícia, mas deverá apresentar-se perante a corte na próxima terça-feira.