Técnico da Portuguesa comemora título simbólico e atuação de Lucas Gaúcho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de agosto de 2011 as 13:50, por: cdb

A Portuguesa terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série B na liderança isolada, com 38 pontos ganhos, três a mais que a vice-líder Ponte Preta. Mesmo com o tropeço em casa, frente o Icasa (CE), a comissão técnica exaltou o poder de recuperação do time, após estar perdendo por 3 a 1 e buscar a igualdade no final da partida, graças ao gol do atacante reserva Lucas Gaúcho.

Jorginho destacou o comprometimento de todos e pensa em manter a campanha na segunda metade da competição. “Esses jogadores são guerreiros. Não desistiram até o último minuto do jogo. No primeiro tempo sofremos a virada e ficou difícil entrar na defesa do Icasa (CE), já na etapa final nos acertamos e conseguimos o empate. Lógico que não era o resultado que almejávamos, mas está de bom tamanho. O comprometimento que os jogadores têm é fora do comum e se continuarmos assim no returno o acesso está garantido”, afirmou o treinador.

O comandante explicou o motivo pelo qual modificou o time ao colocar Lucas Gaúcho, substituição que gerou efeito positivo. “Uma hora iríamos precisar de uma jogada aérea e por isso apostei nele, que á alto, forte, cabeceia bem e merece todo o mérito pelo resultado”, analisou Jorginho.

O atacante mostrou modéstia e preferiu dividir os méritos do gol com os companheiros de equipe e pretende fincar o seu espaço. “Fiquei muito feliz de ter entrado e contribuído. Não jogo sozinho, todos estão de parabéns: os que começaram o jogo, o Raí, o Boquita, os que ficaram no banco e não foram relacionados. Um time campeão se forma assim, com um elenco forte. O técnico pediu para ficar atento nos cruzamentos e acabei fazendo o gol. Vou permanecer lutando por uma vaga como titular ou então sempre pronto por uma chance”, relatou Gaúcho.

A Portuguesa volta a campo pela Série B, nesta terça-feira, frente o Náutico (PE), terceiro colocado, fora de casa.